Escolha uma Página

 

Por que a Autoaceitação é tão importante ?

Muitas pessoas tentam moldar-se de acordo com um ideal criado, tentando encaixar-se em um modelo. Muitas pessoas caem na armadilha de não aceitar quem são e então tentar ser como outra pessoa. Não se aceitar pode resultar em baixa Autoestima, vitimismo ou pouca autoconfiança, por exemplo.

Não quer ler ? Aperta o play ↓

A autoaceitação significa que você entende quem você realmente é, com suas forças e fraquezas. E as acolhe, com a consciência de que é um ser integral e único, que tem direito a felicidade como todas as demais pessoas. Se você se aceitar, também pode valorizar-se e dizer aos outros que devem respeitar quem você é. Você também poderá aceitar outros e não exigir que eles tentem alcançar seus padrões. Você também poderá pedir aos outros o que deseja e precisa.

São tantas as “exigências” do mundo para ser boa mãe, filha, esposa, profissional, com a aparência, o intelecto, a vida social, a vida financeira, que é fácil sentir-se inadequada, especialmente com tanta vidas felizes, interessantes e maravilhosas nas redes sociais. Cair nesta armadilha é ainda mais fácil quando não nos conhecemos. Você ficaria surpresa em saber como as pessoas não se conhecem.

A aceitação de si significa que você está feliz com quem e o que é, mas isso não significa que você desista de qualquer esperança de mudança ou melhoria. A autoaceitação é um primeiro passo necessário para a auto-aperfeiçoamento, porque você precisa ver a verdade sobre você e aceitá-la e depois decidir se pode ou não mudar, não significa ser feliz com a situação atual ou ficar parado, você ainda está livre para mudar o que você pode com total honestidade com a sua verdade.

A autoaceitação pode ajudar em seu crescimento pessoal. É difícil mudar ou aprimorar o que não reconhecemos. Precisamos nos dedicar ao exercício de olhar para nós mesmos com um olhar sincero, deixando de lado as artimanhas que usamos para fugir deste encontro, tais como os mecanismos de subestimação ou superestimação. Nós somos aquilo em que acreditamos.Valores como autenticidade, tolerância com o seu modo de ser e com o modo de ver o outro e empatia, por exemplo, precisam ser mais desenvolvidos e praticados, para que o homem se conecte à sua verdadeira essência.

A prática de comparar-se pode tornar aceitar-se uma tarefa trabalhosa, mas valorosa. Aceitar-se traz paz de espírito para que se possa inclusive, mudar aquilo que se pode ser mudado, se essa for a sua vontade. Só você pode determinar quando o suficiente é suficiente.
Quando aceitamos como são as coisas, quando deixamos de resistir o que sentimos e simplesmente nos deixamos estar exatamente como estamos, quando lembramos que somos perfeitos, independentemente das nossas falhas, de repente não há motivo para lutar ou se sentir confuso.

Aqui estão 5 coisas que você pode fazer para começar a aceitar-se.

# 1 Se conheça – Se conhecer é um exercício para toda uma vida, mesmo quando pensamos que nos conhecemos podemos nos surpreender com nossos próprios pensamentos ou ações. Entretanto, é preciso começar por algum lugar. Tire um tempo para si e pense em questões como: Quem é você ? Quais são as suas experiências, suas crenças, seus gostos, seus limites, seus desafios ?

# 2 Perdoe-se – Perdoe-se por todos os pensamentos, sentimentos e ações negativas que você fez no passado. Sentir arrependimento não o ajudará a avançar como a pessoa que realmente quer ser. Em vez de se arrepender, basta aprender com eventos passados ​​e agradecer as lições aprendidas.

# 3 Silencie seu Crítico Interno – Todos temos. É aquela voz interna que fica cornetando que você não pode, ou não é capaz, ou não consegue. O que a sua te diz? Provavelmente, como na maioria dos casos, é só uma generalização e não é verdade.

# 4 Seja amável com você mesmo (e não apenas com outros) – A maioria das pessoas não tem nenhum problema em mostrar compaixão para os outros, mas pode tratar-se como um tirano. Mostrar bondade para si mesmo é tão importante quanto demonstrar bondade com os outros. Compreenda e aceite que não há perfeição, então seja gentil com você mesmo e as suas imperfeições.

# 5 Veja seus pontos fortes – Muitas pessoas têm dificuldade em descobrir seus pontos fortes. Eu recomendo que você coloque a caneta no papel e apenas comece a escrever. Anote tudo o que vem à mente (mesmo as coisas tolas) em que você é realmente bom, suas habilidades e qualidades. Pergunte às pessoas que te amam.

 

“Muitas vezes, não se trata de se tornar uma nova pessoa, mas tornar-se a pessoa que você deveria ser, e já é, mas não sabe como ser.” – Heath L. Buckmaster.

 

Teste Online Autoestima

Leia também