Quando comecei a ler esse livro, jamais pensei que fosse  render assunto para um post, Li-o porque há algum tempo ando me interessando sobre a influência da alimentação na saúde e qualidade de vida em geral. Afinal a máxima “somos o que comemos” é uma grande verdade, não? E para minha surpresa, tem muita a ver com mudar de vida.  A leitura foi de reveladora a surpreendente, passando por assustadora. Aprendi coisas que com certeza, irão mudar minha vida. Pelo menos, o modo como me alimento e a partir daí… muita coisa vai mudar.

O autor, Dr David Perlmutter que além de médico neurologista é membro da Sociedade Americana de Ciências e Nutrição e membro fundador do Conselho Americano de Medicina Holística e Integradora. Sendo o único médico dos EUA com ambas credenciais, tem uma perspectiva única entre a alimentação e o funcionamento do cérebro.

O livro traz muita informação relevante. Vou tentar resumir da melhor forma possível mas com certeza é uma leitura que recomendo. Não é sobre doença celíaca mas sobre os muitos danos causados por hidratos de carbono, nossa atual base alimentar.

– “Esse livro fala sobre escolhas de vida que pode fazer hoje para tornar o seu cérebro saudável, cheio de energia e astuto, ao mesmo tempo que reduz significativamente o risco de contrair doenças cerebrais debilitantes no futuro. Dedico-me ao estudo de doenças do cérebro há mais de trinta e cinco anos.” –

Com anos de pesquisa própria e análise de sérios estudos feitos em várias partes do globo, Dr Perlmutter tem tratado com sucesso em seu consultório,  pacientes que apresentam problemas diversos como: TDAH, ansiedade e stresse crônico, depressão, diabetes, epilepsia, problemas de concentração, doenças inflamatórias como artrite, insônias, problemas intestinais, problemas de memórias e déficit cognititivo leve, perturbações do humor, excesso de peso e obesidade, síndrome de Tourette, e muitas outras desordens. Ele relata casos de pacientes que resolveram problemas, apenas com alterações alimentares,  após anos de fracassos consecutivos com tratamantos alopáticos.

O que mudou tanto, no espaço de algumas gerações, para que tenhamos hoje em dia tantos casos de câncer, depressão, crianças diagnosticadas a toda hora com TDAH (hiper atividade e déficit de atenção). Além de termos mais stress, poluição, o que mais pode nos estar causando tantos problemas de saúde? Nossos antepassados consumiam 5% de hidratos de carbono e hoje consumimos cerca de 60%.

Esse elevado consumo de, principalmente cerais, foi demasiado rápido para nosso organismo, que leva milhares de anos a se  adaptar a mudanças. Nossos ancestrais não tinham acesso fácil aos cereais e grande parte de nós tem algum nível de intolerância ao glúten, que pode causar danos a qualquer órgão, incluindo o cérebro, causados por níveis elevados de anticorpos contra a gliadina, um componente do glúten.

Mesmo que consuma hidratos de carbono sem glúten, por si só, esses hidratos elevam os níveis de açucar e insulina no sangue, aumentando a possibilidade de diabetes.

O livro fala muito mais, sobre consumo de frutas e importância do colesterol, por exemplo. O autor sugere alguns exames a serem feitos, cardápios, suplementos, substituições e também fala da importância dos exercícios aeróbicos, da qualidade do sono e da disciplina dos horários para comer, dormir e acordar, já que somos regidos por hormônios. Nosso assunto aqui não é saúde e alimentação mas se você tem alguns dos problemas que o autor cita, sente-se frequentemente cansado, indisposto, talvez a proposta que o autor faz te ajude a realmente mudar de vida. Essa sim é a nossa questão aqui, mudar de vida! Vale a pena investigar quando a assunto é sentir-se bem, cert? Sentir-se bem de saúde e cheio de energia, se não forem objetivo final, são um bom começo para mudar de vida.

Acho que o livro ainda não chegou ao Brasil mas estou recomendando-o para amigos e família, então obviamente quis compartilhar aqui.

Estou há uma semana sem consumir glúten e consumo hidratos de carbono somente em forma de legumes e frutas. Sem ser esse o objetivo, perdi peso e definitivamente comecei a me sentir com mais energia e disposição. Ainda não percebi melhoras na concentração e na capacidade de concentração mas faço uma atualização mais pra frente. Estou animada com os resultados!

Fiquem bem!

Façam escolhas conscientes!

Leia também

Share This