Escolha uma Página

Sabe quando uma pessoa lista perfeccionismo como um de seus pontos fracos ? Ela não está mentindo se tiver um nível realmente elevado de exigência, pois estas pessoas podem sentir-se como em um limbo, onde tudo o que fazem nunca é bom o suficiente. Dão ênfase às falhas e ao que não é tão importante. Como a minha amiga Fernanda, que organizou uma festa linda para o aniversário da sua filha mas ficou tão estressada com os salgadinhos que o buffet não serviu quente (e ninguém percebeu) como ela queria, que não curtiu a felicidade da filha e depois ainda se sentiu culpada por ter colocado seu foco em um salgadinho frio. Este é o mundo dos perfeccionistas. Conhece alguém assim ?

Quem tem expectativas perfeccionistas de si mesmo; podem ser em termos de aparência, relacionamentos, realizações, dinheiro, trabalho, educação, fama, talentos, habilidades , popularidade, likes… ; sente-se constantemente insatisfeito mesmo quando outras pessoas achem que um ótimo trabalho foi feito. Esta alta expectativa pode ser sobre as próprias ações ou sobre si, provavelmente ambos. Este padrão de comportamento possivelmente foi desenvolvido a partir de crenças e julgamentos daquelas pessoas com as quais nos importamos sobre o que pensam de nós, como pais, educadores e cônjuges, especialmente os primeiros, e pode ter acontecido por dois caminhos. Uma pessoa pode render-se ao perfeccionismo se interpretou (mensagem verbalizada ou não) que era incapaz, insuficiente ou inadequado. Por outro lado, uma criança que é elogiada repetidamente e recebe o rótulo de muito inteligente, por exemplo, se pressiona para sempre atender as expectativas reais ou imaginadas de seu desempenho. A busca de nós, seres humanos, é por nos sentirmos aceitos e amados, e em nome desta aceitação e na ânsia por amor, podemos acabar sendo muito exigentes com o próprio desempenho, aparência e conquistas.

Estas pessoas colocam um padrão de realização tão alto para si, que acabam não aproveitando a jornada que toda tarefa exige. Não desfrutam a alegria dos pequenos passos, das pequenas conquistas, e acabam não experimentando o importante sentimento de realização e progresso, que impulsionam o desempenho e fortalecem a autoestima e a autoconfiança, esta necessária especialmente em novos desafios, aqueles onde não temos certeza de nossas habilidades e capacidades. Como o perfeccionista não se permite errar ou algo menos que o perfeito em seus padrões, muitas vezes acaba nem começando, ou abandona projetos no meio do caminho, diminuindo ainda mais a autoconfiança e aumentando as frustrações. É preciso ter a consciência de que a maestria vem somente com a prática e a repetição.

Você é um perfeccionista? As perguntas abaixo podem dar algumas pistas.

Você consegue ignorar um ambiente bagunçado ?

Você compara o seu desempenho a um especialista ou profisisonal ?

Você não sossega até que algo esteja o mais perfeito possível ?

Você consegue rir dos seus erros ?

Você fica feliz quando conclui algo ? Ou sente que poderia ter feito melhor ?

Quanto estas questões te afetam ?

Este sentimento de perfeição ou nada é bastante castrador. Na vida nem tudo é binário, preto no branco. Quem espera a perfeição em tudo certamente acabará bastante decepcionado. A perfeição sequer existe? Ou tudo sempre pode ser melhorado? Há vida nos muitos tons de cinza!

A longo prazo, como mote de vida, o perfeccionismo excessivo é uma estratégia perdedora, estressante, que causa tensão e ansiedade desnecessários. Fazer algo da melhor forma possível, com esmero, ter determinação e ambição não é algo ruim mas como tudo na vida, deve ter equilíbrio. Ter expectativas irrealistas garantirão resultados decepcionantes. Um perfeccionista muitas vezes tem baixa autoestima porque não pode aceitar a si mesmo como realmente é – imperfeito, esquecendo que imperfeição é o que nos torna humanos. Há apenas uma pessoa para comparar seu desempenho, com o seu próprio e assim, verificar o seu progresso. A chave para a autoconfiança é, portanto, ter padrões e expectativas realistas e realizáveis. Busque ser o seu melhor, e não o melhor.

Leia também

Share This