Existem algumas frases que são bastante simples, objetivas e cheias de significado. Talvez por sua simplicidade óbvia, não pensamos nelas, em quão profundas e cheias de verdade são. As ouvimos aqui e ali e deixamos que elas passem, silenciosas e discretas.

Dizer que você colhe o que planta, além de ser reduntante é também um clichê. Todos deveríamos saber que não existe mágica, toda ação tem consequência. Também é lugar comum ouvir para não culparmos “os outros” pelas nossas falhas, pelos nossos fracassos. Mas “os outros”, são os dos outros, sem nome e sem cara. Os nossos “outros” tem nome, rosto e endereço. Quase sempre estão debaixo do mesmo teto. Aí, não dá para esquecer. Pobre de mim!

Trabalhando como terapeuta holística fui vendo como muitas  pessoas se eximem da responsabilidade de não ter a vida que gostaria, de não se sentir feliz. A lista das causas e dos responsáveis é grande mas pais, cônjuges, filhos e chefes quase sempre marcam presença, com grande destaque para mamãe e papai. “Se eu pudesse… Se fulano deixasse… ” e a lista segue por aí.

É bem verdade que existem pessoas que simplesmente não deviam ter filhos. Você pode ter sido negligenciada de alguma maneira ou várias, pode ter sofrido abusos físicos ou verbais. É compreensível que viver tais coisas deixam marcas profundas. O lado perigoso é que se você encontra alguém para culpar pelos seus fracassos, está dizendo para si mesma que não tem responsabilidade pelo seu sucesso. E como é possível você acreditar nisto? Não é justo nem com a pessoa “acusada” e nem com você mesma. Todos fazem o que acreditam ser o seu melhor em cada situação. E compreender isto é libertador.

Não é possível mudar uma situação, uma história vivida, o passado. O que é possível e deve ser mudado é a forma como encara e processa estas informações. Ressignificar os acontecimentos para que se possa se libertar e olhar para o futuro.

A verdade é que é cômodo apontar um réu para os nossos problemas, é mais fácil. Mas lembre-se que ao agir assim, você dá poderes ao seu algoz. Poderes que ele não tem.

Escolhas Conscientes de Pensamentos!

Leia também

Share This