Escolha uma Página

Como construir um Diálolgo Interno positivo ?

Dialógo Interno é aquela conversa interior que todos temos. Saiba mais no post anterior.

O que você diz a si mesmo é extremamente importante e influencia sua diretamente a autoestima e a autoconfiança. Idealmente, deveríamos ter conversas encorajadoras e positivas. Infelizmente, se você é como muitas pessoas, sua fala interna é provavelmente negativa e não o apoia e encoraja. Provavelmente faz o contrário.

Os pensamentos precedem as ações, então, se você pensa que é preguiçoso, provavelmente irá se comportar de forma a validar e reforçar este pensamento, que provavelmente não é uma verdade, apenas uma crença, uma espiral descendente. Ouvir alguém falando negativamente é ruim o suficiente, então imagine ouvir sua própria voz interna!

Quero me amar e me por em primeiro lugar

Como ter um diálogo interno inteligente ?

# Autoconhecimento: O primeiro passo é quase sempre, o Autoconhecimento. Saber como você funciona e qual é o seu padrão de pensamentos é o ponto inicial para realizar mudanças. Observe-se em terceira pessoa. Quando perceber-se triste ou irritada, pare e reflita sobre o que você pensou antes de sentir-se assim. Emoções são precedidas por pensamentos. Programe-se para observar de forma consciente o que você está pensando naquele momento, vale até colocar alarme no celular. Anote as suas impressões para começar a perceber um padrão.

# Decida: Pode parecer óbvio, mas é importante decidir que deseja mudar o diálogo interno após a tomada de consciência de um padrão negativo. Algumas pessoas não fazem uso do Autoconhecimento adquirido e o observam de forma passiva.

# Desafie: Seu diálogo interno depreciativo, do tipo “eu sou mesmo burra”, é apenas o que você pensa sobre si próprio. Provavelmente não é verdade. Desafie qualquer autocrítica indevida, questionando a veracidade do diálogo e as evidências que o sustentam.

# Realidade: Questione a relação dos acontecimentos com a sua voz interior. Quando você se diz que jamais vai pagar as suas dívidas porque novamente acabou gastando além do que deveria, está condicionando algo maior à um evento individual.

# Substitua: Não é possível simplesmente deixar de pensar em algo ou em uma crença. O caminho é reforçar um diálogo novo e positivo para que o antigo fique enfraquecido a ponto de perder a sua importância. Esta troca deve ser feita por uma frase afirmativa, positiva e verdadeira. Por exemplo, em substituição à “não consigo emagrecer” use “eu tenho a capacidade e habilidade necessárias para emagrecer”

# Consistência: Você demorou toda uma vida para desenvolver o padrão de pensamentos que tem hoje. Não é do dia para a noite que irá mudar. Persista e seja paciente. A substituição acontecerá de forma gradual e progressiva, até que se torne um novo hábito.

# Copo meio cheio: Desafie pontos de vista negativos, isto não quer dizer que você precisa se forçar a ser otimista em relação a tudo, mas evitar a negatividade é algo a ser buscado.

# Mude sua posição: Muitas vezes somos mais duros conosco do que com um amigo. Quando se perceber em um diálogo interno negativo, questione o que você diria para alguém que você ama que estivesse passando pela mesma situação

# Experimente: As palavras não tem o mesmo significado e efeito para todos. Brinque com as suas novas frases até encontrar aquelas que tem mais impacto.

# Seja breve: Uma frase encorajodora linda porém longa pode ter o efeito contrário. Se atenha ao cerne da questão e seja objetivo.

# Acolha: Perceba o que está sentindo e aceite, mesmo que seja algo do qual você não se orgulhe. Além de ser demonstração de maturidade emocional, o resultado é sempre mais positivo. Você pode agir com coragem mesmo que esteja com medo.

Estes passos não são uma regra. Cada pessoa funciona melhor de um jeito e quanto mais autoconhecimento você tiver, mais fácil será para perceber o que e como funciona melhor para você. Investir em um Diálogo Interno positivo é um esforço que com certeza vale a pena. Boas conversas!

Leia também