Mudar a percepção para mudar o mundo

Marina, o que é que o domingo tem a ver com tudo isso? Bem, eu sou uma daquelas pessoas que ama a segunda-feira, já falei sobre isso no post Feliz Mini Reveillon. Às vezes na sexta eu quero que a segunda chegue logo. Porque para mim é um pequeno novo capítulo em branco e eu posso fazer melhor e corrigir o que deu errado. É claro que eu também amo os sábados mas os domingos, convenhamos, é controverso. Domingo de manhã é uma delícia, poder ficar um pouco mais na cama, por a leitura em dia, ou sair e passear, curtir a praia ou a cidade e claro, o almocinho caprichado. Acontece que depois do almoço e quando a tarde começa a cair chega uma melancolia, quase uma tristeza inexplicável. ( Isso acontece por causa da vibração do coletivo, muitos deprimidos com a chegada da segunda-feira e a volta para a rotina maçante, a prisão da roda da vida – Donwmingo ).

O Downmingo também me deixa muitas vezes, um pouco para baixo. O problema é que essa energia contamina a sagrada segunda-feira. E assim como um dia desenrola bem quando começa bem, eu acho que o mesmo acontece com a semana. Quando ela começa bem ou não. Eu percebi que a melancolia do domingo à noite algumas vezes prejudicava o entusiasmo que eu acho que a segunda de manhã deve ter. Sentimentos como preguiça ou desmotivação atrapalhavam o planejamento e a visualização criativa de como eu gostaria que a semana se desenrolasse. Como eu não conseguia cumprir uma etapa tão importante no começo da semana, me sentia muitas vezes frustrada. De frustrada para desanimada é um instantinho. Demorei algum tempo para perceber porque algumas semanas eram melhores que outras.  Percebi que as manhãs de segunda estavam diretamente relacionadas com o mood do domingo. Era este então que deveria ser o foco da minha atenção. E com uma pequena mudança de percepção, do meu entendimento, eu resolvi mudar meu domingo. Mudei a posição dele no meu calendário semanal. Domingo deixou de ser o último dia da semana e passou a ser o primeiro. Sim, eu sei que teoricamente já é, mas na prática, quem o trata assim? Uma mudança tão pequena alterou, de verdade, a minha disposição de segunda-feira e por consequência toda a semana. Hoje penso que aos domingos a semana está começando, então fico animada para planejar e fazer os exercícios de visualização. Tudo isso pode parecer uma bobagem mas é só um exemplo de como uma mudança de perspectiva pode ter impacto em assuntos relevantes. Meu exemplo pode não ser relevante para você mas foi para mim. Eu só quero te convidar a tentar enxergar a situação que você está vivendo por outro ângulo. Não sei se é um problema ou o que é que você quer mudar mas a velha frase “para mudar seu mundo, mude você primeiro” pode ser mais fácil de por em prática do que você imagina.

Escolhas conscientes!

Leia também

Share This