Escolha uma Página

Eu não sei qual foi a tragédia que você viveu, não conheço suas cicatrizes, não sei da sua dor. Ninguém sabe o que é estar na sua pele, não adianta tentar explicar. Você pode ter sido injustiçada, humilhada, traída ou negligenciada. Nenhum ser humano deveria passar por esse tipo de coisa, mas aconteceu.

Talvez você tenha tido culpa ou merecido, quero crer que não. A única coisa que sei é que não importa mais. Mesmo. De verdade. Já aconteceu e não pode ser mudado. Faz parte da sua história. O que importa é quanto isso vai impactar sua vida e se você vai fazer disso uma âncora ou uma mola. Esse peso quem dá é você. Tem gente que foi tão feliz um dia que passa o resto da vida deprimido, nostálgico.  Um passado feliz se transforma em um fardo. A escolha é sua. É um clichê. E como todos os clichês, é simples, objetivo e cheio de verdade.

Todos os dias temos a opção de por o peso e a medida que quisermos, em tudo. E minha cara, um passado remoído e mal digerido é uma grande bola de ferro no seu pé, um peso nos ombros, um fosco na alma. Você tem a opção de soltar essas amarras, que prendem, atrasam, ferem.

Sentir-se leve e limpa dá trabalho, exige empenho, dedicação, esforço e comprometimento. Mas vale a pena. Prometo que vale. Pra mudar de vida e desenhar o futuro é preciso estar em paz com o passado. Isso só se faz perdoando. Carregar mágoa e rancor é como andar a revirar o lixo. Faça um esforço para perdoar. Talvez seu “carrasco” não mereça seu perdão, então faça isso por você mesmo. Perdoe os outros mas principalmente a si própria. Arrependimento ou vergonha do passado é um grande sabotador da autoestima, da coragem e do ânimo. Se perdoe. Saia melhor das situações que viveu, use as experiências ruins para querer melhorar, como um remédio amargo.

Eu desejo que em 2015 você seja capaz de perdoar e assim, conseguir mudar sua vida. Você pode ter a vida que ousar imaginar!

Leia também